Ativista da causa animal, a arquiteta Natália Fontana fala sobre o Projeto Petlove.

Nati, conta pra gente: como o Projeto Petlove começou?
O Projeto Petlove existe em mim desde muito nova. Desde criança resgatava animais na vizinhança e fazia as minhas próprias campanhas de adoção, na época não existiam redes sociais então a divulgação era entre amigos, vizinhos e com a ajuda dos meus pais. (E ah, adotamos alguns destes resgatadinhos também).

O tempo passou mas o meu amor pelos animais não! O surgimento das redes sociais deu um impulso extra para que eu continuasse com as campanhas de adoção de animais e arrecadações.

Oficialmente o Projeto Petlove começou em março de 2016. Três meses antes desta data eu fiz um resgate de uma cadela e dos seus cinco filhotes abandonados que estavam em um terreno vazio na chuva sem qualquer proteção.

A conta deste resgate ultrapassou e muito meu salário de meio período na época. Como não tinha como pagar o valor final,  comecei a vender copos e canecas para arrecadar a quantia. O resultado foi tão bom que paguei conta, além de conseguir ótimos lares os resgatadinhos! Foi após este episódio então que decidi continuar com a venda e ajudar outros animais desamparados.

Nasce então página Projeto Petlove para dar continuidade e auxiliar outros animais, sejam eles de rua, ou estejam eles amparados por alguma entidade ou protetor, ou até mesmo os que tem família, mas que por algum motivo não estão conseguindo custear algum tratamento ou até mesmo alimentação.

Como funciona? Chegam pedidos de ajuda, você ajuda todas as ongs? Como você escolhe quem vai ajudar?
Geralmente os pedidos de ajuda chegam até mim ou vejo em redes sociais. E então converso com os responsáveis e iniciamos campanhas, sejam elas de adoção, procura de lar temporário, ou para arrecadação de fundos. O Projeto é muito ativo também para a divulgação de animais perdidos ou abandonados. Procuro encontrar formas de ajudar todos que chegam até a página.

Qual é o seu maior sonho com esse projeto? Onde você espera chegar?

O meu maior sonho seria compartilhar apenas coisas boas. Que não existissem mais abandonos ou cães e gatos sem amparo.  Mas enquanto este sonho não acontece a nossa luta é por isso, por ajudas,  por mais conscientização,  mais amor e dignidade aos nossos peludos.

Como as pessoas podem te ajudar? 

Compartilhando os posts e estando por dentro dos casos, pois cada caso é particular. Aceitamos doações monetárias para andamento do projeto e auxílio nas contas veterinárias ou para a compra de algum medicamento, ração ou serviço. Ração, medicamentos e itens pet são sempre muito bem vindos também, além de utilizar em alguns casos que estou amparando eu faço a distribuição destes itens entre protetores e ONGs da cidade e região conforme demanda.
Mas nem tudo envolve dinheiro! Muitos compartilhamentos e comentários já ajudaram cães e gatos voltarem para casa ou encontrarem um lar, a interação dos seguidores da página é essencial, ajuda demais!

Quais são os maiores desafios? E as maiores recompensas? 

Lido com muitas pessoas por dia na página e é um desafio muito grande passar por pessoas que apenas querem que tiremos o problema da frente, e quando explicamos que precisamos encontrar as soluções juntos muitos desistem de ao menos tentar ajudar o animal, e este é sem dúvida um dos maiores desafios, a falta de cooperação.
E as maiores recompensas são sempre ver cães e gatos saudáveis e felizes em seus novos lares após tudo o que passarem e claro, em ver que eles estão fazendo lares mais felizes!

O que é imprescindível que as pessoas saibam sobre o Projeto Petlove.  
Que somos uma corrente do bem e que não temos abrigo. Somos pessoas que amamos animais e que devemos nos unir pelo bem deles. Eu Natália sou uma pessoa física, trabalho integralmente, tenho casa, família, amigos e os meus animais, no Projeto trabalho 100% de forma voluntária, doando meu tempo, meus conhecimentos e sempre que possível meus recursos. Não sou a mulher maravilha, não consigo parar meu trabalho no meio do dia para ajudar em algum resgate, e não consigo abrigar todos os animais que aparecem sempre que me pedem. A população na maioria das vezes acha que é assim, que é só ligar para ONGs ou Protetores para que o milagre aconteça. Mas não há milagre, há muito trabalho duro e dedicado por trás de todos os resgates, e precisamos de mais mãos para mudar este quadro tão difícil de abandono, maus-tratos e negligência!

Quando as pessoas escutam falar do seu projeto, o que você gostaria que elas sentissem/lembrassem?

Que é possível ajudar. Independente da sua forma de lutar é sempre possível.
Você pode doar seu tempo, um espaço em casa, seu amor, fundos, objetos ou até mesmo usar sua influência em seu círculo social aumentando o alcance dos casos ainda sem solução.

Quem/ o que é a sua maior inspiração?
Me inspiro em todos que procuram formas de ajudar e que de fato fazem!

 O que te dá forças para continuar?
Finais felizes!
@natfontana
@oprojetopetlove

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *