Como minimizar o impacto do isolamento social nas emoções dos cães

Que o isolamento social traz consequências emocionais, todos nós sabemos e estamos sentindo na pele todos os dias não é mesmo? Mas e quanto aos animais domésticos já parou para pensar como eles estão sentindo este momento e quais as consequências a curto, médio e longo prazo isto podem afetar os mesmos?

Bom, vamos lá, muitos cães já apresentavam ansiedade generalizada (aquela agitação motora constante, falta de foco, ingestão compulsiva de alimentos ou falta de apetite, entre outros sintomas) ou ansiedade de separação (aquela na qual os latidos excessivos, destruição de objetos, salivação excessiva, entre outros sintomas ocorrem na ausência do tutor, pois o sofrimento surge decorrente da falta que sente do mesmo) leve, moderada ou severa antes mesmo do isolamento, mas estes quadros podem piorar justamente porque agora a falta de atividades para aliviar o estresse e ansiedade aumenta e o vínculo com o tutor está cada dia mais estreito.

Estes dois fatores são os que mais contribuem para estes quadros, pois se por um lado é muito bom estar ao lado do nosso cãozinho todos os dias, trabalhar com ele coladinho em você e ter todo o tempo para brincar com ele como vocês sempre sonharam, por outro quando nossa rotina se restabelecer e ele voltar a ficar só, o sofrimento pode aumentar muito justamente pela falta da capacidade de abstração deles, não entendem o que está acontecendo e que isso é temporário.

Outro fator que influencia é o fato de que mesmo realizando atividades em casa muitas vezes é difícil extravasar, gastar energia suficiente pela falta de espaço, sobretudo em apartamentos. Além disso, todos os estímulos (barulho de carros, pessoas e ambientes) que antes eram indiferentes para maioria dos cães por estarem acostumados agora muitos deles passam a ficar sensíveis a estes estímulos novamente aumentando a ansiedade e podendo até gerar medo.

Como nós tutores é que temos esta consciência, é nossa a responsabilidade conduzir esta relação e organizar a nova rotina para que seja menos sofrida para eles quando voltarmos as nossas atividades e para que sofram o mínimo possível agora também com todas as privações que passarão. E como podemos fazer isto? Vamos lá:

Estabeleça uma nova rotina rica em atividades (físicas, cognitivas e sensoriais) e siga esta rotina com seu cão diariamente, afinal estimulação cognitiva e sensorial também cansa e nada pior para gerar ansiedade do que pessoas e ambientes instáveis.

(Temos várias dicas no nosso insta)

Evite ficar muito tempo juntos. Crie atividades para fazer com seu cão e outras que ele poderá fazer na sua ausência, em outro espaço da casa, assim ele pode associar sua ausência com coisas boas também e vai sofrer menos quando precisar ficar só. Neste caso, para cães que não estão acostumados a ficar só, comece este exercício estabelecendo pouco tempo sozinho e vai aumentando gradativamente;

Ofereça o alimento (ração) em brinquedos interativos ou comedouros lentos para cães que comem muito rapidamente, além de demorarem mais para comer estará estimulando a cognição e faro. Para aqueles que têm apetite reduzido utilizem alimentos que estimulam a comer para fazer as atividades, isso vai aumentar o interesse em brincar;

Ofereça mordedores nos momentos ociosos, roer é um comportamento natural que deve ser estimulado e ajuda a reduzir ansiedade, principalmente para cães com comportamento de destruição de objetos. Para aqueles que não gostam de mordedores passem algo com cheiro e gosto atrativo para começarem;

Não reforcem os latidos dando atenção ou corrigindo, tentem tirar o foco do cãozinho redirecionando-o para alguma atividade.

Procure não ser tão permissivo neste momento criando hábitos de dependência no seu cãozinho que antes não existiam, pode ser muito difícil modificar isso posteriormente;

Conte conosco para lidar com seus cães neste período.
Sendo Cão, mais que amor, uma escolha …..um compromisso!!!!

Angela Del Grossi – CRP 08/14106
Psicóloga Especialista em Comportamento Animal e Constelação Familiar Multiespecie.
Avenida Euclides da Cunha, 901 – Zona 04
(44) 33545671
(44) 997266209
@sendocaooficial
@angeladelgrossi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *