Como posso contribuir para a causa animal?

O sofrimento é algo presente na vida de todos e ocorre de diversas formas e por diversas razões. Quando nos deparamos com uma pessoa que está mal, é normal nos comovermos e sentirmos empatia por ela. Isso acontece também quando essa dor está relacionada aos animais domésticos. Eles são seres indefesos e que precisam de cuidados e carinho. Com certeza, você, caro leitor, já se deparou ou ouviu falar de algum caso de animal em sofrimento por maus-tratos. Correto?

A prática de maus-tratos a animais é relativamente comum e cruel. É uma situação que, além de comover, deve ser utilizada como impulsionador de mudança. Vale lembrar que sofrimento animal vai desde um gato preso em uma árvore até um cão que é maltratado pelo próprio dono. Você presenciou algo parecido e não soube como ajudar? Veja abaixo quatro orientações de como proceder nesses casos.

A primeira dica é: ofereça um lar temporário! A Prefeitura do Município de Maringá resgata diversos animais todos os dias. Após o tratamento, eles precisam de um lugar para se recuperar, até que sejam adotados ou que possam voltar de onde vieram. Você pode acolher um pet durante esse período. A Prefeitura oferece todo o suporte necessário, desde ração, passando pelo transporte, até atendimento veterinário, se necessário.

A segunda dica é: seja um voluntário nas feiras de adoção! Às vezes, a rotina não permite que você acolha um dos animais que foram resgatados pela Prefeitura. Mas você pode ajudar a encontrar um horário para trabalhar nas feiras de adoção. São poucas horas que farão toda a diferença para o pet.

A terceira dica é: doe! Seu animal de estimação não gostou da ração que você comprou ou a caminha ficou pequena para ele? Ligue na Diretoria de Proteção e Bem-Estar Animal, número (44) 3901-1885 e faça a doação. Assim, você contribuirá para que os pets tenham uma vida de qualidade.

A quarta e última dica é: denuncie! Maus-tratos a animais é crime. Por isso, se você ver alguém maltratando algum pet, abra uma denúncia por meio do número 156 (Ouvidoria da Prefeitura) e contribua para que Maringá seja um lugar bom para todos os bichos.

Por fim, há diversas formas de ajudar a causa animal e há muitos que precisam de ajuda, seja você também um voluntário e auxilie a salvar uma vida. Para mais informações, entre em contato com a Diretoria de Proteção e Bem-Estar Animal ou pelas redes sociais da Prefeitura de Maringá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *