Dono do pet morreu: o que fazer?

O processo de luto é um período sensível e doloroso para aqueles que enfrentam a perda de alguma pessoa querida. E isso acontece na vida de todos. Guardadas as proporções, também existe luto quando se trata da perda de um pet. É comprovado o papel benéfico que os bichos possuem nos lares. Eles são em sua maioria companheiros que criam laços afetivos com os seus donos. Mesmo assim, muitas pessoas não sabem como lidar com a situação quando o dono de um pet falece.

A equipe responsável pela Diretoria de Bem-Estar Animal no Município de Maringá se preocupa com a conscientização em relação aos cuidados necessários pós-falecimento de um dono de pet. Os bichos também são afetados pela ausência dos seus donos. É importante ficar atento a algumas mudanças de comportamento do animal, como agitação e ansiedade. Observe se há mudança nos latidos e uivos. Se ele está triste ou se tem comportamento agressivo.

Dependendo do comportamento, é importante que a família busque o auxílio de um profissional. Infelizmente, o que ocorre em muitas ocasiões, é o abandono do pet. O Bem-Estar Animal recebe constantes denúncias de animais órfãos ou abandonados. As próprias pessoas que fazem as denúncias não sabem como proceder. É importante que elas acionem o telefone 156 – Ouvidoria do Município de Maringá, seja por meio de ligação ou abertura de protocolo pelo site. Basta clicar no ícone escrito “Bem-Estar Animal” e, logo em seguida, preencher os campos corretamente para realizar a solicitação.

As pessoas também têm a possibilidade de oferecer um lar temporário para o pet. A Prefeitura criou PetLar Temporário. Esse projeto tem o propósito de engajar a população na causa animal, por meio da adoção temporária e consciente, até que esse pet ganhe um novo tutor definitivo. O mais legal desse projeto é que ele dá a possibilidade de que as pessoas tenham experiência com esses bichos e analisem se ela é positiva. Há diversos casos em que o tutor temporário se tornou tutor definitivo, devido ao apego que é criado. O tutor temporário recebe todo o suporte necessário, por exemplo, ração, vacina e castração é garantido.

Gostou desse conteúdo e gostaria de conhecer mais sobre o trabalho que o Bem-Estar Animal desenvolve em Maringá? Então, fique ligado nas redes sociais oficiais da Prefeitura de Maringá, ligue no 44 3901-1885 ou nos visite, ficamos na Avenida Laguna, 668 – zona 1.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *