TVT: tudo o que você precisa saber sobre o Tumor Venéreo Transmissível

Quando o assunto é saúde animal, é necessário estar atento tanto aos cuidados domésticos básicos, quanto aos cuidados mais sérios e que exigem acompanhamento médico e, muitas vezes, de intervenção cirúrgica, como é o caso do Tumor Venéreo Transmissível (TVT). Para abordar este assunto, contamos com a colaboração da Dra. Bárbara Rodrigues, veterinária que atua no Centro de Bem-Estar Animal do Município de Maringá.

O que é

O “Tumor Venéreo Transmissível” é transmitido de diversas formas, mas, principalmente, por meio de relação sexual. É conhecido pela facilidade de transmissão e por ser o único tumor no mundo que infecta somente com o contato físico.

Sua causa e como acontece

O aspecto visual do TVT em sua maioria se assemelha a um couve-flor, podendo adquirir outros aspectos dependendo da sua localização no animal. Geralmente é formado na região ou próximo ao pênis ou vagina do animal, devido ao local de implantação do tumor no momento do ato sexual, uma vez que lambidas, mordidas e cheiradas também podem ser formas de transmissão do referido tumor. Ele tem esse formato porque é uma neoplasma maligno, ou seja, é um acumulo exagerado de tecido em que as células se reproduzem de maneira incorreta, descontrolada. A sua causa é devido ao contato físico com um outro animal que possui o tumor, necessitando de uma lesão tecidual prévia para implantação, onde essa neoplasma causará uma mutação genética nas células do tecido e, por fim, se transformar em um câncer.

Uma das formas de se prevenir o Tumor Venéreo Transmissível é a castração do seu animal. A castração evita fugas indesejadas e consequentemente o contato com animais de rua, além de diminuir o interesse sexual e por fim o ato sexual entre os cães.

Tratamento

Para diagnóstico e tratamento de qualquer doença ou tumor é necessário acompanhamento adequado por médico veterinário. A quimioterapia é o tratamento mais efetivo, porém se o caso do animal for reconhecido como grave, dependendo do estado, o animal pode necessitar de intervenção cirúrgica associada à quimioterapia, evitando assim um agravamento. O TVT não é uma zoonose, ou seja, não é transmitido para o ser humano. Apesar disso, ao se manipular um animal infectado, sempre utilize luvas, uma vez que você pode transmitir o tumor a outro animal.

A causa animal na cidade verde

Em Maringá, o Centro de Bem-Estar Animal da Prefeitura é voltado para o cuidado e saúde dos animais de rua. Neste local, há uma equipe qualificada para atender os pets resgatados e realiza desde os primeiros atendimentos até o processo de tratamento e cuidados necessários para que o animal possa ter uma vida tranquila e sem sofrimento. Além disso, vale a pena destacar que quando é atendido, o animal recebe castração e vacinação necessária de maneira totalmente gratuita, benefício este oferecido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal do Município de Maringá.

Para obter mais informações ou tirar dúvidas, entre em contato pelo número (44) 3901- 1885, a diretoria fica na Avenida Laguna 668.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *